Prefeitura Municipal de Ladário - MS, 23 de Maio de 2017

Seja bem vindo a nossa cidade.

Símbolos

Significado da Bandeira

A Bandeira de Ladário é de autoria do heraldista Prof. Arcinóe Antônio Peixoto e Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista. Foi tecida em faixa, sendo elas laterais de azul com cinco módulos de largura e a central branca com quatro módulos, sendo esta carregada de sobre-faixas vermelha com um módulo, que parte do vértice de um triângulo isósceles branco, firmado na tralha, onde o brasão municipal é aplicado.

O brasão aplicado à bandeira representa o Governo Municipal, e o triângulo isósceles branco onde é contido, representa a própria “cidade-sede” do município – é o triângulo símbolo heráldico da liberdade, igualdade e fraternidade – e a cor branca é símbolo da paz, da amizade, trabalho, prosperidade, pureza, religiosidade. A faixa branca central, carregada de sobre-faixa vermelha, representa a irradiação do Poder Municipal que se expande a todos os quadrantes de seu território, e a cor vermelha e símbolo da dedicação, amor-pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia. As faixas azuis laterais representam as Propriedade Rurais existentes o território municipal, a cor azul é símbolo de justiça, nobreza, perseverança, zelo e lealdade.

 

 

 

 

Significado do Brasão

O Brasão de Armas do Município de Ladário é autoria do heraldista Prof. Arcinóe Antônio Peixoto e Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista, é descrito em termos próprios de heráldica, da seguinte forma:

Escudo samnítico encimado pela coroa mural de seis torres, de argente. Em campo de Bláu, posto em abismo, um escudete de jalde com um leão de sable passante ao pé de um pineiro de sínopla com raízes de argente e timbrado de meio leão de jalde. Acontonadas em chefe duas flores-de-lis de argente. Ao termo, um aguado de argente ondulado de bláu, nascente do qual o laço de muralha com três baluartes, ladeado de duas âncoras, tudo de argente. Nos ornamentos exteriores, um listel de goles, contendo em letras argentinas o topônimo “Ladário” ladeado pela data “2-9-1778”.

a)      O escudo samnítico, usado para representar o Brasão de Armas de Ladário, foi o primeiro estilo de escudo introduzido em Portugal por influência francesa, herdado pela heráldica brasileira como evocativo da raça colonizadora e principal fornecedora da nossa nacionalidade;

b)      A cora mural que sobrepõe é o símbolo universal dos brasões de domínio que, sendo de argente (prata) de seis torres, das quais apenas quatros são visíveis em perspectiva no desenho, classifica a cidade representada na Terceira Grandeza, ou seja, Sede do Município;

c)       A coroa mural que o sobrepõe é o símbolo de justiça, nobreza, perseverança e lealdade;

d)      Em abismo (centro ou coração do escudo) o escudete reproduz as armarias da Família Prado, homenageando no Brasão a figura do sertanista João Leme do Prado, que cumprido determinações do Capitão-General de Mato Grosso – Luiz de Albuquerque de Mello Pereira e Cáceres, escolheu o local e fundou a povoação de Ladário;

e)      Acontonadas em Chefe (parte superior do escudo), as flores-de-lis de argente simbolizam Nossa Senhora, lembrando a Padroeira, Nossa Senhora dos Remédios.

f)       O metal jade (ouro) em que o escudete é apresentado é símbolo de glória, esplendor, grandeza, riqueza, soberania; a cor sinopla (verde) tem o significado heráldico de honra, civilidade, cortesia, abundância, alegria, esperança; o sable (preto) simboliza a prudência, sabedoria, moderação, austeridade, firmeza de caráter;

g)      Ao termo (parte inferior do escudo) o aguado de argente (prata) e ondado de bláu (azul) representa o rio Paraguai, em cuja margem direita se localiza a cidade; o lanço de muralha nascente do aguado, com os três baluartes e ladeado por ancoras, tudo de argente (prata0, representa no Brasão o Arsenal da Marinha, fundado em 14 de março de 1873, lembrando também as armas do Distrito de Vizeu, em Portugal, terra natal do Capitão-General Luiz de Albuquerque de Mello Pereira e Caceres, em cuja homenagem a cidade recebeu o topônimo que é o mesmo do povoado do Distrito de Vizeu, onde nasceu o Capitão-General: Ladário.

h)      Nos ornamentos exteriores, em um listel de goles vermelho, cor simbólica de dedicação, amor-pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia, inscrevem-se em letras argentinas (prateadas), o popônimo identificador “LADÁRIO”, ladeado pela data de sua fundação “2-9-1778”.

As informações estão de acordo com a Lei Nº 230, da Câmara Municipal de Ladário, sancionada em 31 de agosto de 1972, que dispõe sobre a forma e apresentação dos símbolos do Município e de outras providências.